Rua Sorocaba, 706 - Botafogo
CEP: 22271-110 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.:2103-1500 - Fax:2579-3713
E-mail: sac@clinicoop.com.br
Notícias

[19/01/2018]
Pesquisadores desenvolvem exame de sangue capaz de detectar oito cânceres
Testado em um mil pacientes, o método tem sensibilidade de 69% a 98%, conforme o tipo de tumor. Para especialistas, a ferramenta facilitará a descoberta precoce
[17/01/2018]
500 anos depois, cientistas descobrem o que matou os Astecas
Ninguém sabia se era sarampo, caxumba, varíola... Mas agora exames de DNA revelam a doença que dizimou 80% dos astecas.
[15/01/2018]
Confira as oito principais dúvidas sobre a doença de Alzheimer

[12/01/2018]
Ansiedade em adultos mais velhos pode ser um indicador para Alzheimer
Sintomas servem como alerta para a doença, diz pesquisa. Níveis altos de proteína associada também ajudam a piorar quadro

+ mais   
Dicas

5 estratégias (infalíveis!) para a sua dieta dar certo


08/01/2016


Em um dia, só salada e suco verde. No outro, só lasanha e sorvete. Se a sua alimentação vive nesses extremos, está na hora de encontrar o caminho do meio. Nós damos as coordenadas:

1. Vá com calma
Procure fazer uma transição progressiva dos seus hábitos alimentares. Assim, o corpo vai se acostumando a novos padrões. Alterações drásticas podem até ser mantidas por um tempo, mas a tendência é que o cérebro tente boicotar a restrição.

2. Extravase
As mudanças no cardápio geram ansiedade. Por isso, busque válvulas de escape, diz o neurologista Leandro Teles. Não abra mão do lazer e procure um exercício que tenha a ver com o seu perfil, seja muay thai, seja dança.

3. Não adie
Se a sobremesa no almoço foi farta, compense a ingestão ou o gasto de calorias no mesmo dia. Restringir o menu durante a semana e jacar no sábado ou no domingo é o primeiro passo para acostumar o corpo a viver nos extremos – e essa rua é sem saída.

4. Escute você mesma
Quando tiver vontade de comer algo bem calórico, procure entender se o desejo tem a ver com a fome ou com um momento de tristeza, raiva ou angústia. E, claro, procure alternativas (longe da comida) para resolver suas emoções.

5. Facilite
Comer direito é um hábito, e não uma medida de emergência. Inclua na rotina atitudes que colaborem para seu objetivo. Em vez de esconder as frutas na geladeira, deixe-as à vista, já lavadas, ou leve-as para o trabalho descascadas e cortadas em um pote.

Fonte: MdeMulher



Bookmark and Share

< voltar   
Home     |     Clínica     |     Especialidades     |     Corpo clínico     |     Localização     |     Contato